Polícia de Goiás mira grupo por venda de pornografia infantil na internet

A operação foi deflagrada por equipes da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos e mobiliza mais de 70 policiais civis.

Postado em 20/02/2024
Polícia de Goiás mira grupo por venda de pornografia infantil na internet
Reprodução A Redação
Avatar
Por GabrielleEditora chefe e Jornalista

A Polícia Civil de Goiás deflagrou, nesta terça-feira (20/2), a operação Cameroceras, que tem o objetivo de desarticular uma associação criminosa responsável por atual em grupos da internet para vender conteúdo de pornografia infantil. 

A operação foi deflagrada por equipes da  Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos e mobiliza mais de 70 policiais civis. São cumpridos 16 mandados judiciais em 11 cidades goianas. Os nomes dos investigados não foram divulgados. 

Os mandados foram cumpridos em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Inhumas, Senador Canedo, Anápolis, Mara Rosa, Uruaçu, Mozarlândia, Jataí e Mineiros.

Entre eles, um mandado de prisão preventiva foi cumprido na capital contra um indivíduo que criava dezenas de grupos de vendas de conteúdo de exploração sexual infanto-juvenil e depois enviava convite e "amostras" dos materiais para posteriormente vendê-los.

Das outras 15 pessoas que foram alvos dos mandados de busca, duas foram presas em flagrante por armazenamento de vasto material de exploração sexual infantil que foi encontrado durante a operação. As prisões aconteceram em Senador Canedo e em Mara Rosa. Vários dispositivos eletrônicos foram apreendidos para serem submetidos à perícia para análise.


informações A Redação